Fonte:  Alexandre F. Perazzo (Diretor de Marketing do GEF)

          No dia 21 de junho de 2011 foi realizada a I VITRINE TECNOLÓGICA DE PRODUÇÃO E CONSERVAÇÃO DE FORRAGENS DA PARAÍBA, na Estação Experimental Pendência, da Empresa de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (EMEPA), em Soledade, PB. O evento, promovido pelo Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (SEDAP), em parceria com as universidades federais UFPB e UFRPE, foi uma das ações do PROGRAMA ESTADUAL DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL.

          O objetivo da I Vitrine Tecnológica foi incentivar e difundir as tecnologias de produção e conservação de forragens (feno e silagem) para dar suporte à base alimentar e nutricional dos rebanhos bovinos, caprinos e ovinos da Paraíba, visando à superação da estacionalidade de forragens e a melhoria na produtividade animal, com diminuição dos custos de produção de leite e carne.

A I Vitrine Tecnológica contou com a presença dos Secretários de Agricultura da Paraíba, Marenilson Silva, e da Agricultura Familiar, Alexandre Araújo, dos diretores da EMEPA, Manuel Duré e Wandrick Souza, diretor da EMATER, Giovane Medeiros, Prof. Edson Mauro Santos (UFPB) e Prof. Mauricio Luiz de Mello Vieira Leite (UFRPE), diversos prefeitos e secretários municipais da região, empresários, técnicos, estudantes e produtores rurais, com a participação de 146 pessoas.

          Durante o evento, coordenado pelo Prof. Mauricio Leite (UFRPE), ocorreram palestras e demonstrações práticas em cinco estações. A primeira estação abordou a Produção de plantas forrageiras para ensilagem, com os estudantes do CCA/UFPB, Alexandre Perazzo e Fabiano Galligil.  O tema da segunda estação foi Produção de silagem, com o mestrando João Paulo (UFPB) e o agrônomo Leonardo Medeiros (EMEPA). A terceira estação apresentou a Produção de feno, com o estudante Higor Bezerra (UFPB) e pesquisadores da EMEPA. A quarta estação (Qualidade e uso da forragem conservada pelos animais) ficou na responsabilidade dos discentes Ricardo Pinho e Poliane Meire (UFPB). A quinta e última estação foi apresentada pela Empresa LABOREMUS: Máquinas e implementos utilizados na conservação de forragens.

        Em seguida, ocorreu um momento de interação entre os presentes, com questionamentos e depoimentos. O Secretário Marenilson e o professor Edson Mauro (CCA/UFPB) esclareceram os pontos levantados pela platéia.

          O público presente teve, ainda, a oportunidade de conhecer os campos de produção e ensaios experimentais com forragens, desenvolvidos na Estação Pendência, fruto da parceria EMEPA/GEF (Grupo de Estudos em Forragicultura/CCA-UFPB).

 A I Vitrine Tecnológica foi finalizada com o almoço, atingindo os objetivos propostos e sendo considerada um grande SUCESSO pelos presentes.

Desta forma, o CCA/UFPB, por meio do Grupo de Estudos em Forragicultura (GEF), coloca em prática o tripé ENSINO-PESQUISA-EXTENSÃO, disponibilizando de forma direta aos produtores rurais do Cariri paraibano, conhecimentos gerados em pesquisas de excelência e colaborando, concretamente, com o desenvolvimento sustentável do Estado da Paraíba.

         O Grupo de Estudos em Forragicultura (GEF) é formado por estudantes de graduação e pós-graduação do Centro de Ciências Agrárias, tem como orientador o Prof. Dr. Edson Mauro Santos. O grupo vem desenvolvendo diversos projetos de pesquisa de grande relevância para o desenvolvimento e fortalecimento da atividade agropecuária, principalmente para a região Semiárida.

Abaixo a listas de alguns projetos de pesquisas do GEF realizadas em parceria com a EMEPA-PB:

  • Morfogênese de capim buffel no Semiárido paraibano (2010);
  • Crescimento vegetativo de genótipos de sorgo no Semiárido paraibano (2010);
  • Avaliação de genótipos de sorgo para produção de silagem no Semiárido paraibano (2010);
  • Avaliação de genótipos de milheto para produção de silagem no Semiárido paraibano (2010);
  • Avaliação de híbridos de sorgo para silagem no Semiárido Paraibano, financiado pelo CNPq (2011)
  • Qualidade de fenos e silagens de capim-buffel em diferentes alturas de corte, financiado pelo CNPq (2011);
  • Fenotipagem e avaliação de milheto para silagem no Semiárido Paraibano, financiado pelo Banco do Nordeste.


Anúncios